Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Curtas

Poeta Cida Pedrosa vence o Prêmio Jabuti

'Solo para vialejo', lançado pela pernambucana Cepe Editora, é eleito o livro do ano

TEXTO Revista Continente

27 de Novembro de 2020

A poeta pernambucana Cida Pedrosa

A poeta pernambucana Cida Pedrosa

Foto ANDREA REGO BARROS / DIVULGAÇÃO

[conteúdo exclusivo Continente Online]

Cida Pedrosa foi a grande vencedora da 62ª edição do Prêmio Jabuti, que teve cerimônia realizada nessa quinta (26). O livro Solo para vialejo, assinado pela pernambucana e publicado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), foi eleito o livro do ano. A obra também foi escolhida como o melhor título na categoria poesia.

Ao fazer uso de repetições para colocar uma musicalidade não tão óbvia nos seus versos e brincar com diferentes formatações textuais, Solo para vialejo se destaca como obra singular do gênero. Ao mesmo tempo em que apresenta a vontade de fazer-se ser compreendida, a autora também aposta na não objetividade e inexatidão para comunicar ao mundo sua complexa subjetividade, na qual cabem elementos mundanos e filosóficos, belos e amargos e outros opostos que, nesse título, parecem se complementar.  

antonio biu

suas lágrimas eram gotas de barro a escorrer

na face mistura de cavalo e homem suor e
sol espinho e fulô fazia carreira na caatinga
pegando rezes perdidas perneira gibão chapéu
peitoral luvas botas e bornal chamava o gado
com o berrante triste como triste era a sua
figura de quixote sem um sancho para alertá-lo
do perigo entoava aboios com a voz rascante e
ressecada da poeira e das pedras pisadas pelo
cavalohomem

antonio biu

antonio biu
antonio biu

(Poema do livro Solo para vialejo)

Natural de Bodocó, Cida Pedrosa deixou o interior pernambucano no final da década de 1970, aos 14 anos, e partiu rumo ao Recife para estudar. Ao chegar na capital pernambucana, trouxe consigo o hábito de contemplar, de forma que locais como as pontes que cruzam o Rio Capibaribe se tornaram lugares de observação. Das paisagens da cidade, colheu seus primeiros poemas até se reconhecer como poeta. Neste ano, a artista lançou mais um livro, Estesia, sobre o qual tivemos a oportunidade de conversar em setembro.

Publicidade

veja também

Chucro

Festival Chama Violeta 2020-2021

No Ar Coquetel Molotov 2021

comentários