Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Cinema] A criada (2017)

Longa de ficção sul-coreano discute machismo e heteronormatividade

TEXTO Revista Continente

01 de Julho de 2020

Filme narra história de dois golpistas em busca de uma herança

Filme narra história de dois golpistas em busca de uma herança

Imagem Reprodução

A autenticidade do cinema oriental tem sido responsável por uma renovação estética dentro das produções cinematográficas. Bem antes da estreia do premiado Parasita, dirigido por Bong Joon-ho, era lançado, em 2017, o longa-metragem A criada (Ah-ga-ssi), do também sul-coreano Park Chan-wook, conhecido pela direção dos filmes Mr. Vingança (2002), Oldboy (2003) e Lady Vingança (2005). Com duas horas e meia de duração, o filme A criada promove uma desconstrução da epistemologia europeia, machista e heteronormativa que coloniza nossas formas de raciocínio. Repleto de reviravoltas, humor ácido, brutalidade, suspense e romance, o filme, baseado no livro Fingersmith, traz um plot que pode até parecer simples - dois golpistas em busca de uma herança, mas é mais complexo do que aparenta.

Publicidade

veja também

[Festival] Conexões Urbanas Femininas

[Música] 'O amor é um tubarão'

[Clipe] 'Com Todo O Meu Amor', de Igor de Carvalho & Alice Caymmi

comentários