Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Exposição] Farnese de Andrade

Objetos e assemblages de Farnese

TEXTO Revista Continente

02 de Janeiro de 2019

Foto Leonardo Ramadinha

Circulando desde 2015, a exposição Farnese de Andrade – Arqueologia existencial aportou na Caixa Cultural Recife em dezembro. São cerca de 40 obras de coleções particulares, entre assemblages e objetos, que mapeiam a produção do artista entre as décadas de 1970 e 1990. O filme Farnese (1970), do cineasta Olívio Tavares e Araújo, uma entrevista em vídeo com o curador da mostra, Marcus Lontra, e textos/poemas que ajudam a elucidar a trajetória e fundamentos criativos do artista também compõem a exibição. O artista mineiro tem uma produção múltipla, cuja carreira teve início como desenhista e gravador e, depois, já na década de 1960, passou a trabalhar com objetos ou assemblages com cabeças e corpos de bonecas, santos de gesso e plásticos. As memórias de infância são referências fortes nas suas obras, bem como o Rio de Janeiro e as influências que recebeu na cidade.

Publicidade

veja também

[Cinema] 3º Engenho de Imagem

[Exposição] Mostra de HQs

[oficina] Mexe com tudo

comentários