Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Exposição] Quando a vida é uma euforia

A ilustradora e designer pernambucana Joana Lira expõe suas criações do carnaval recifense em mostra no Instituto Tome Ohtake, em São Paulo

TEXTO Revista Continente

05 de Fevereiro de 2018

Personagens do maracatu estão entre as criações da artista

Personagens do maracatu estão entre as criações da artista

Ilustração Joana Lira/Divulgação

Quem é do Recife conhece de longe as figuras, os traços e as cores da designer e artista visual Joana Lira, responsável, durante 10 anos (2001-2011), pela cenografia e identidade visual do carnaval da cidade. Em São Paulo, contudo, a pernambucana é menos conhecida por esse trabalho do que por outros, o que torna a exposição Quando a vida é uma euforia, do Instituto Tomie Ohtake, em cartaz até 4 de março, um cartão de visitas para essas criações – uma marca na nossa festa e na própria trajetória de Joana. Ela explica, contudo, que não há nenhuma das peças do Carnaval na mostra, mas desenhos recriados por ela em uma outra narrativa. A curadoria de Mamé Shimabukuro contribui para isso, exaltando as nossas manifestações populares, como maracatu, caboclinho, frevo etc., através de módulos expositivos que levam o espectador a ter uma experiência sensorial, por meio da música e de outros recursos que buscam emular a emoção da folia pernambucana.

 

Publicidade

veja também

[cinema] V Verouvindo

[cinema] II Curta na Serra

III Terceira Mostra SESC de Cinema

comentários