Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Livro] Amores invisíveis

A história de quatro casais longevos

TEXTO Revista Continente

02 de Janeiro de 2019

A pesquisadora Déa E. Berttran dedicou-se a estudar a construção familiar homoafetiva

A pesquisadora Déa E. Berttran dedicou-se a estudar a construção familiar homoafetiva

Foto Silvia Antonio

Em sua tese de doutorado em Psicologia na Universidade de São Paulo, Déa E. Berttran resolveu dedicar-se à conjugalidade homoafetiva construída entre casais longevos, aqueles que vivem juntos há 20, 30 anos. A partir desse trabalho, nasceu o livro Amores invisíveis – Casais longevos da diversidade, que conta de modo leve e informal a trajetória e construção familiar de quatro casais, dois formados por mulheres e dois por homens. O leitor é apresentado ao início do relacionamento, à dinâmica do cotidiano do casal afetada pelas dificuldades de lidar com as suas famílias, ou com as famílias construídas anteriormente (dois pares tinham filhos de relações heterossexuais anteriores). Mas o que se descortina ao longo da leitura é que muitas das questões expressas pelos entrevistados – alegrias, tristezas, desilusões – são comuns a todos os casais longevos, sejam homo ou heterossexuais.

Publicidade

veja também

[cinema] V Verouvindo

[cinema] II Curta na Serra

III Terceira Mostra SESC de Cinema

comentários