Clique ao lado para visualizar o sumário da nova CONTINENTE.

Indicações

[Música] Mestres Navegantes

Discos apresentam a musicalidade de matriz africana no candomblé, na capoeira e nas cheganças baianas

TEXTO Revista Continente

05 de Agosto de 2019

Imagem reprodução

Músico, produtor musical e pesquisador de tradições, Betão Aguiar está à frente do projeto Mestres Navegantes – Bahia Vol. 2, que registra a musicalidade de matriz africana no candomblé, na capoeira e nas cheganças baianas. Como sugere o subtítulo, esse é um trabalho que vem sendo desenvolvido em parceria com Gabriela Barreto e Rosildo do Rosário. Há 11 anos que Aguiar, filho do novo baiano Paulinho Boca de Cantor, vem registrando músicas de tradição, sendo que o primeiro apanhado (2008) foi realizado em São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo, seguindo em 2011 para o Cariri cearense e, depois, para a Ilha do Marajó, no Pará. Na primeira temporada de gravações na Bahia, os registros foram de sambas de roda e sambas rurais do Recôncavo. Com os dois volumes, são 16 comunidades religiosas e artísticas documentadas nos próprios locais onde atuam, daí a rusticidade de algumas gravações. Todo o material está disponível na plataforma digital SoundCloud e também para download.

 

Publicidade

veja também

[Circo] 10ª Mostra de Circo do Recife

[Show] Madimboo lança primeiro álbum ‘Flertar é Humano’

[Cinema] 8½ Festa do Cinema Italiano

comentários